Sustentabilidade na construção civil Reaproveitamento da água da chuva

Apenas 3% da água do planeta são próprios para o consumo.
A crise da água já afeta mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo.

15 segundos é o intervalo em que uma criança morre no mundo, vítima de doença transmitida por água sem tratamento.

Nos últimos 40 anos, a população da Terra dobrou, chegando aos 6,1 bilhões de

habitantes; até 2050, deveremos ser 9 bilhões de pessoas.

No Brasil, 70% das bacias hidrográficas das regiões Sul e Sudeste estão contaminadas, onde rios brasileiros recebem em média um volume de esgoto quatro vezes maior do que sua capacidade de absorção.

Quanto ao desperdício doméstico, o brasileiro gasta cerca de 200 litros de água por dia,

um abuso se considerar os 40 litros recomendados pela ONU como consumo

necessário básico por pessoa.

45% de água potável são desperdiçados no Brasil. 
OS QUATRO MAIORES POLUIDORES DAS ÁGUAS

1º – As prefeituras municipais – emissão de esgoto sanitário sem tratamento.

2º – A agro-indústria – o indiscriminado uso de agrotóxicos nesta atividade faz com que a água e o solo sejam contaminados por produtos químicos.

3º – As mineradoras – as águas são poluídas com metais e substâncias químicas altamente tóxicas, como o caso do mercúrio.

4º – A indústria – com a emissão de seus efluentes.

Como visto, pensava-se que a indústria era a grande vilã da poluição das águas, no

entanto, este título vai para a grande maioria de nossas prefeituras municipais.

Onde quero chegar?

Sustentabilidade na construção civil

Sustentabilidade é produzir com menos consumo de água, energia, desperdício e geração de resíduos e poluição.

Uma das maneiras seria reaproveitando a água da chuva reutilizando-a em

descargas, limpeza de calçadas e regando jardins.

O processo é simples: parte da água da chuva que cai no telhado é capitada em uma caixa da água, e com um motor bomba retorna para o telhado em uma outra caixa. Desta a água segue para as caixas acopladas (onde armazenam 6 litros cada caixa), que fornecem a água (chamada de água cinza) para os sanitários e também para limpeza de calçadas e regar as plantas. Redução de aproximadamente 10 a 20% na economia de água da Corsan. Claro que todo esse sistema depende da chuva e quando não chove, através de um registro o sistema é substituído pela água da Corsan.

Comparação de dois empreendimentos da Icosaedro Construções:

1- Residencial Vesúvio → sem o sistema de reaproveitamento da água da chuva

2- Residencial Chillan → com o sistema de reaproveitamento da água da chuva.

Início da implantação:  setembro de 2004

Comparação realizada de acordo com a análise das contas de água dos dois condomínios (de janeiro a maio de  2007 – período de pouca chuva)

Res. Vesúvio

Área total – 1077m²

14 Apartamentos de 1 dormitório

1 Sala comercial

Jan-mai/2007 – R$ 2873,53

Res. Chillán

Área total – 1365m²

25 Apartamentos de 1 dormitório

1 Sala comercial

Jan-mai/2007 – R$ 4205,10

 

Economia de 12% para o resto da vida, com perspectiva de aumentar mais ainda de acordo com a quantidade de chuva!!

 

Uma das heranças culturais dos brasileiros é a desvalorização dos recursos naturais que, por serem abundantes, são muitas vezes considerados infinitos.

 

VAMOS FAZER A NOSSA PARTE, VALORIZAR A NOSSA ÁGUA!!!

 

Obrigado!

Anencir Filho

Arquiteto e Urbanista

Sticky
Desenvolvido por IguanaWeb